No Porto do Funchal decorreu hoje o primeiro turnaround médio do navio "Mein Schiff Herz" que movimentou 1163 desembarques, 1344 embarques e 10 aviões.

O Vice Presidente do Governo Regional, Pedro Calado quis assinalar esta operação, considerada estratégica para a região e para o Porto do Funchal como porto de cruzeiros.

Em declarações aos jornalistas, Pedro Calado fez questão de dizer que foi com grande satisfação que viu o sucesso deste “turnaround”, dado "o volume de passageiros e bagagens," e revelou que a Região "pretende atrair novas operações desta natureza e já existem contactos nesse sentido."

Pedro Calado salientou também o "empenho da Administração de Portos da Madeira (APRAM) e de todos os seus colaboradores" fazendo um agradecimento público por todo o trabalho desenvolvido para que toda a logística necessária fosse assegurada.

Até agora, as equipas da APRAM tinham muita experiência com turnarounds mais pequenos até 500 pessoas.  

Esta operação que implicou um grande planeamento começou por volta das 02h30 da madrugada, com a retirada das bagagens dos passageiros a desembarcar, depositando-as numa das salas da gare para depois serem levantadas pelos respeitovos proprietários, na saída para o aeroporto.

A meio da manhã começaram a chegar os passageiros a embarcar. Os primeiros não vieram hoje, chegaram mais cedo para conhecer a região, uma das mais valias do turnaround, ficar uns dias no destino, antes ou depois do cruzeiro.

O "Mein Schiff Herz" vai efetuar mais quatro tunrarounds no Porto do Funchal, entre janeiro e março.

 

FaLang translation system by Faboba