Notícias

Novo CA – As primeiras semanas

2019-12-02

Paula Cristina de Araújo Dias Cabaço da Silva é a nova Presidente do Conselho de Administração da APRAM, tendo como número dois Isabel Alexandra Vieira de Brito Figueiroa.

O terceiro elemento Romain Pinto não tem funções executivas.

A nova Presidente da APRAM nasceu em Luanda e licenciou-se pelo Instituto Superior de Agronomia, da Universidade Técnica de Lisboa. Tem pós-graduações em Marketing e Gestão Pública e curso avançado em gestão Pública.

Foi Secretária Regional do Turismo e Cultura de 20 de outubro até ao final de mandato do anterior governo de Miguel Albuquerque.

Antes tinha desempenhado vários cargos públicos, com destaque para o de Presidente do Conselho Diretivo do Instituto do Vinho, do Bordado e do Artesanato da Madeira, IP, IVBAM, onde ganhou notoriedade pública e o reconhecimento pelo trabalho efetuado na promoção e divulgação do Vinho Madeira.

Isabel Alexandra Vieira de Brito Figueiroa nasceu no Funchal e licenciou-se pela Faculdade de Direito de Lisboa. Desempenhou vários cargos na administração e empresas públicas nas áreas jurídicas e dos recursos humanos.

Não é a primeira vez que trabalha com Paula Cabaço, tendo-a acompanhado no Conselho Diretivo do IVBAM e mais tarde, como sua chefe de gabinete na Secretaria do Turismo e Cultura.

As primeiras semanas das duas administradoras executivas da APRAM têm sido intensas quer no estudo de dossiers, nos contactos com os colaboradores e stakeholders como também na representação da empresa no exterior.

Ler mais...

Mensagem da nova Presidente da APRAM

2019-12-02

Ao aceitar esta nova função na Administração da APRAM, fi-lo com o mesmo espírito de serviço à causa pública que sempre me motivou e orientou.  

Este é um tempo de desafios e deles nunca fugi!

Um porto é fundamental em qualquer região, mas numa ilha é ainda mais importante, pois é a principal porta de entrada e de saída de mercadorias.

Além desta vertente de abastecimento e exportação, há a vertente turística e no Porto do Funchal entram mais de meio milhão de turistas de cruzeiro e perto de 200 mil tripulantes.

As orientações do Governo Regional definem portos mais competitivos e mais eficientes, potenciadores do desenvolvimento económico e social da nossa região. Executar estes objetivos será a nossa missão, do CA e de todos os trabalhadores da APRAM, uma empresa onde o quadro de recursos humanos é constituido por profissionais experientes e com uma polivalência generalizada.

Com os nossos parceiros, prosseguiremos a política de diálogo e cooperação, no sentido da modernização deste sector que tem as especificidades conhecidas, mas também oportunidades que é preciso saber agarrar.

Este Conselho de Administração conta com todos! 

Um Natal Feliz!

Paula Cabaço

Presidente do Conselho de Administração

Ler mais...

Turnaround 2019-2020 traz novo desafio ao Porto do Funchal

2019-09-17

A Administração dos Portos da Madeira, APRAM, S.A. vai alugar equipamentos de RX para o primeiro turnaround total, com movimentos médios de 1000 a 1500 passageiros, a acontecer nos dias 4, 5 e 6 de dezembro próximo, com o “Mein Schiff Herz”.

A escolha da locação, no novo serviço a prestar pelo Porto do Funchal no âmbito do turnaround, obrigou à alteração do contrato programa com o Governo Regional que definia a compra do equipamento.

Entre novembro de 2019 e abril de 2020, o navio vai fazer 13 escalas no Porto do Funchal, seis delas em turnaround que acontecerão mais ou menos, de três em três semanas.

Esta operação que implica um trabalho de estrita colaboração com o aeroporto, é um novo desafio para o Porto do Funchal que até agora, tinha a experiência com movimentos até 500 passageiros, em turnaround total ou parcial.

A Intercruises é quem vai gerir os check-ins. Vão ser movimentadas um total de três mil bagagens no embarque e desembarque, o que tornou necessário um novo procedimento para a compra de outros equipamentos necessários à operação e a contratação pontual de pessoas, através de uma bolsa de horas, que vai permitir, nos dias de mais trabalho, reforçar as equipas da APRAM.

Já decorreram reuniões com entidades da comunidade portuária como o SEF, Alfandega, Polícia Marítima, responsáveis da parte operacional do Porto do Funchal e o próprio agente do navio, a JFM, de modo a acertar todos os pormenores que assegurem uma operação eficiente. Este mês, na feira de Hamburgo, houve reuniões no mesmo sentido, com a Intercruises.

O navio que atracará preferencialmente no cais 3, ficará na Madeira 48 horas, devendo chegar às quartas feiras, às 14h00, e sair às sextas, à mesma hora, precisamente nos dias em que há menos navios no Porto do Funchal.

Às quintas feiras há os voos diretos do mercado alemão, mas a TUI afirma que alguns passageiros poderão chegar individualmente, ficando na Madeira uns dias, antes do embarque ou após o desembarque.

A rota engloba, além da Madeira, as ilhas Canárias e alternadamente, os Açores e o norte de África..

O “Mein Schiff Herz”, antigo “Mein Schiff 2”, é um navio que nunca chegou a ser vendido pela companhia, talvez porque os passageiros falassem dele com afeto, de tal forma, que lhe retiraram o 2 e acrescentaram “Herz” que quer dizer coração.

Ler mais...

Cruzeiros: recorde em novembro e crescimento em 2019

2019-09-17

O Porto do Funchal deverá registar, no próximo mês de novembro, um recorde no movimento mensal de passageiros que se calcula ultrapasse as 100 mil pessoas, num total de 54 escalas.

Novembro deverá ser o mês com mais escalas, em 2019, seguido de dezembro (46) e de abril (44).

A previsão é que os Portos da Madeira (Funchal e Porto Santo) totalizem este ano mais de 590 mil passageiros e 297 escalas, o que significa mais 4% e 1% respetivamente, em relação ao ano passado.

O Porto do Funchal cresceu de janeiro a agosto quase 3% no número de escalas e 15% em passageiros, mantendo a tendência de subida iniciada logo no começo do ano.

Nestes oito meses, o Porto do Funchal recebeu 153 escalas, mais quatro que no mesmo período do ano passado, e 328 030 passageiros, mais 41 628 passageiros que nos meses homólogos de 2018.

O número de embarcados situou-se nos 964 (+303) e o de desembarcados nos 723 (-7).

De salientar também o número de tripulantes, 119 212, (+12 342) em comparação com o período em análise.

À exceção dos meses de junho e julho, todos os restantes até agosto, tiveram crescimentos no número de passageiros, a maioria na ordem dos dois dígitos

Ler mais...

Edital - Obras no Cais da Ribeira Brava

2019-09-09

A Reabilitação dos Cais da Ribeira Brava implica a proibição e condicionamento no acesso àquele cais.

Leia aqui o Edital

Ler mais...

FaLang translation system by Faboba